Siga a LATINA

Notícias

Anitta fala de lançamento e colaborações do novo álbum

Confira!

Sofia Sampaio

Postado

em

Anitta fala de lançamento e colaborações do novo álbum

Anitta segue na divulgação de Me Gusta, parceria com Cardi B e Myke Towers, e que antecipa o próximo álbum da carreira, oficialmente intitulado Girl from Rio.

Você também pode gostar:
Lali e Andrés (Dvicio) dão “beijo inesperado”
Natti Natasha assina produção executiva de ‘Bravas’
Major Lazer confirma colaboração com Paloma Mami

Dessa vez, a coletiva de imprensa foi para veículos de outros países, que puderam perguntar sobre mais detalhes do novo trabalho. De acordo com o portal Elon Musical, Anitta deu certeza que Girl from Rio chega em janeiro de 2021 e que, apesar de não cantar em português nas próximas faixas, quer representar a cultura brasileira.

“Comecei a fazer reggaeton e trap em inglês e espanhol para que as pessoas fossem me conhecendo, agora estamos colocando sons brasileiros e depois poderei cantar em português”, explicou a cantora. Ela também respondeu ao próprio portal que o novo álbum ainda não está totalmente finalizado – ela e sua equipe estão escolhendo entre mais de 25 músicas.

Sobre colaborações, Anitta não deu certeza de nada. Como a participação de Cardi B foi uma surpresa, ela sabe que seu empresário pode preparar algo que ela ainda não saiba. Porém, os nomes na lista de desejos não faltam: Drake e Rosalía são os destaques. “Tanto a Espanha quanto o Brasil ficariam orgulhosos desta colaboração [com Rosalía]. Mas essa ideia surgiu pouco antes da pandemia, vamos ver se podemos implementá-la um dia”.

Por enquanto, sabemos que Tócame e Me Gusta são faixas que estarão presente no novo material. O próximo single, ainda sem data de lançamento, é a canção que dá título ao álbum, Girl from Rio. Mas antes disso, Anitta tem um “compromisso” importante.

Em novembro, a cantora vai descobrir se é ou não a vencedora do Grammy Latino na categoria de Melhor Canção Urbana. Ao lado de MC Lan, Beam e Major Lazer, Anitta foi nomeada com o Rave de Favela, mas não tem muitas expectativas em levar a estatueta. “Não acho que vou ganhar porque é funk e quem decide no Grammy está acostumado com reggaeton”, disse. Ainda que ela não seja a vencedora, ela pode (e deve) se considerar vitoriosa. Afinal, é justamente um sinal de que o funk brasileiro e o próprio trabalho está ganhando espaço no mundo – em português!

Compartilhe com seus amigos!

error: Este conteúdo é exclusivo da Latina Brasil