Siga a LATINA

Notícias

Artistas se posicionam sobre protestos na Colômbia

Entenda.

Sofia Sampaio

Postado

em

Artistas se manifestam sobre protestos na Colômbia

Há praticamente uma semana, a Colômbia enfrenta mais uma onda de protestos violentos. O presidente Ivan Duque enfrenta críticas e manifestações contra suas políticas econômicas desde 2019, e com a pandemia, tiveram uma “pausa”.

Há seis dias, os colombianos estão indo às ruas para protestar contra a reforma tributária apresentada por Ivan Duque. Até o momento, a violência e repressão policial fez vítimas de ambos os lados: 18 civis e 1 policial morreram. Além disso, segundo a divulgação do Ministério da Defesa, há cerca de 846 feridos, 431 prisões arbitrárias, registros de violência sexual e ao menos 27 homicídios.

Agora, as manifestações não só crescem contra a proposta (que Duque retirou no último domingo, mas com a intenção de reformular), mas também contra o uso excessivo da força e repressão policial.

Por ser um país de grandes nomes não apenas do entretenimento, mas também de líderes e representantes de causas sociais, muitos colombianos esperam uma posição de quem tem voz para chamar atenção dos grandes veículos de comunicação.

J Balvin, por exemplo, usou as redes sociais para pedir que outros amigos artistas e esportistas se manifestem. Contra a reforma, Balvin tem publicado vídeos delicados que mostram a extrema violência nas ruas tomadas por militares do governo colombiano.

Maluma também se posicionou contra a reforma tributária, contra a violência policial e contra o vandalismo de parte dos manifestantes. O cantor chegou a ser criticado por focar mais na parte em que os civis tem se manifestado do que na violência, e voltou a usar as redes nessa terça (04) para pedir consciência e tolerância como a única saída. “Não mais mortes. Não mais agressões”, escreveu.

Karol G, por sua vez, foi uma das primeiras artistas a se posicionar logo nos primeiros dias de manifestações. Também contrária à tributação, a artista tem compartilhado vídeos gravados por manifestantes que denunciam a violência policial, e pediu ajuda à ONU (que, nesta terça, 04, condenou o uso excessivo de força contra os civis).

Lido Pimenta, Kali Uchis, Piso 21, Morat, Juanes, Carlos Vives, ChocQuibTown e Bomba Estéro também usaram suas respectivas plataformas para chamar atenção da população e grandes veículos de comunicação.

Compartilhe com seus amigos!