Siga a LATINA

Notícias

Artistas colombianos se manifestam sobre Javier Ordóñez, morto por policiais

Artistas colombianos se manifestaram a favor do movimento “Sem mais abusos, por favor”.

Sofia Sampaio

Postado

em

Colombianos se manifestam sobre Javier Ordóñez, morto por policiais

Nessa quarta-feira (09), a Colômbia teve uma noite cheia de manifestações e confronto com a polícia após a morte violenta de Javier Ordoñez, sufocado por policiais em Bogotá, capital do país. Nos protestos, pelo menos 7 pessoas morreram e mais 150 ficaram feridos, sendo 55 civis e cerca de 100 policias. Artistas se manifestaram nas redes sociais contra o abuso policial.

Entenda o caso

Segundo autoridades, a polícia foi chamada depois de uma denúncia anônima sobre uma reunião nas ruas de Bogotá, algo proibido durante a quarentena. Javier Ordóñez estaria bebendo com os amigos na rua e foi abordado pelos policias. Uma das testemunhas, entretanto, contou que eles estavam bebendo na casa do advogado e desceram para comprar mais bebidas. “A policia passou, nos prenderam e pediram nossos documentos. Um deles disse a Javier ‘não estou salvo disso'”.

De acordo com as autoridades, uma discussão entre os policiais e os amigos começou a ficar mais acalorada e eles se tornaram agressivos, “a polícia deve submeter-las”, disse o coronel responsável.

Foi então que dois agentes aplicaram mais de dez choques elétricos em Ordóñez e o sufocaram com o peso do corpo. Ainda que testemunhas estivessem gravando a situação e com o advogado e pai de dois filhos pedindo “por favor” e que o estavam sufocando, os polícias continuaram. Depois, mais dois agentes chegaram e levaram todos à delegacia onde, conta uma testemunha, Ordóñez já estava desmaiado. Lá, teria sofrido mais abusos e, ao ser encaminhado ao hospital em estado crítico, morreu.

Apesar de não ser um caso de racismo, as imagens lembram o caso de George Floyd, morto por policias nos Estados Unidos. As imagens do caso de Ordóñez são fortes e, portanto, não a publicaremos.

Artistas colombianos se manifestam contra a violência policial:

Nas redes sociais, artistas manifestaram o apoio ao fim dos abusos de autoridades. J Balvin escreveu no Twitter: “[Ele] Disse ‘por favor’ tantas vezes enquanto a polícia sabia que estavam gravando e terminaram com a vida de Javier sem piedade. O que está acontecendo com esses policiais?”. O cantor também publicou algumas imagens das manifestações em seu Instagram.

Karol G também se manifestou na mesma rede. “A pergunta é: estamos nas mãos de quem? Os direitos e a vida dos cidadãos são constantemente violados! A quem pedimos ajuda se temos medo, se não acreditamos nos nossos líderes políticos, as autoridades e todos os que supostamente deveriam garantir o bem estar do país?”.

A vocalista do ChocQuibTown, Goyo, escreveu; “Sem violência também é possível protestar e sem violência também é possível receber críticas e assumir responsabilidades. Se trata de sermos melhores e respeitar a vida”.

Maluma, no Instagram, contou que dói ver o que acontece no país. “Até quando a intolerância? Isso não é para buscar culpados, é sobre mudar o sistema, a voz do povo vale e muito”.

A banda Morat publicou no Instagram um desenho que diz “Continuaremos suplicando por nossas vidas àqueles que deveriam protegê-las?”. Na legenda, “Quem perdeu a capacidade de se espantar, parece que, tristemente, a Colômbia é um lugar para recupera-la”.

Compartilhe com seus amigos!

error: Este conteúdo é exclusivo da Latina Brasil