Siga a LATINA

Notícias

II | Nossa, o que rolou? Relembre o 2º semestre de 2020!

Relembre o que rolou!

Sofia Sampaio

Postado

em

II | Nossa, o que rolou? Relembre o 2º semestre de 2020!

Como já dissemos no post anterior que relembra o que rolou no primeiro semestre desse caótico ano, muita coisa aconteceu e não aconteceu ao mesmo tempo. Foi um ano de muitas conquistas e “polêmicas” no mundo latino que ajudaram a comprovar que o gênero conquistou, enfim, seu lugar fixo no mercado global.

Relembre os maiores destaques que aconteceram no segundo semestre de 2020.
*Este post recolheu informações até o dia 15/12.

JULHO

Em julho, o casal Greeicy e Mike Bahía apresentaram a premiação do ASCAP Latin Awards, onde a entrega de Melhor Compositor para Bad Bunny rendeu bastante discussão na internet.

No mesmo mês, Karol G confirmou positivo para COVID, pouco tempo depois de lançar Ay, DiOs Mío!, sucesso que conta um pouco da história com Anuel AA.

Também em julho, a Latina Brasil conversou com Sofía Reyes, uma das maiores e mais versáteis cantoras mexicanas. No papo, falamos sobre singles icônicos como IDIOTA e os próximos passos de Sofía, como o novo álbum.

Para firmar o sucesso de Tattoo, Rauw Alejandro convidou o colombiano Camilo para o remix da canção, que deu todo toque tranquilito. A nova versão logo se tornou uma das canções mais tocadas no Spotify.

Fechando o fim do primeiro semestre, nossa equipe escolheu as Melhores Músicas Latinas lançadas até julho. Não foi uma escolha muito fácil…
Enquanto isso, o consumo da música latina aumentou 16% nos Estados Unidos.

AGOSTO

Foi neste mês que vimos a primeira premiação latina (e talvez geral também) acontecer de maneira presencial e virtual. O Premios Juventud reuniu artistas num mesmo espaço, ainda que poucos, e premiou muitos que estavam em casa.

J Balvin foi um dos grandes vencedores da noite e, em um dos discursos de agradecimento, revelou que estava com coronavírus e não estava sendo fácil. Mais tarde, o colombiano contou que achou que morreria. Por conta da doença, Balvin precisou cancelar sua performance no VMA.

Em agosto, Pedro Capo viu mais uma fez o hit Calma, com Farruko, entrar para história ao somar 2 bilhões de visualizações. No mesmo mês, entrevistamos o porto-riquenho para falar do álbum Munay, que seria lançado dali poucas semanas.

No fim do mês foi realizado o VMA 2020 num esquema bem parecido ao Premios Juventud. Na premiação, Maluma e CNCO não apenas se apresentaram como também ganharam o primeiro astronauta da carreira.

SETEMBRO

A Billboard criou, em setembro, dois novo charts musicais: Global 200 e o Global 200 Excl. US. Assim, este segundo foi inaugurado com o hit Hawái, de Maluma, no topo.

Ainda falando Billboard, a revista rankeou as melhores 50 músicas latinas de todos os tempos, com A Dios Le Pido de Juanes, em primeiro lugar. A Rolling Stone, no mesmo mês, divulgou a lista dos melhores 500 álbuns da história, com El Mal Querer (Rosalía) eleito como o melhor álbum latino de todos.

No começo do mês, Ozuna lançou o álbum ENOC, abreviação para El Negrito de Ojos Claros. Foram 16 convidados espalhados em dez músicas, entre elas o hit Caramelo, que mais tarde ganhou versão remix com Karol G e Myke Towers, e Del Mar, com Doja Cat e Sia.

CNCO lançou Beso, até então inédita desde Honey Boo, com um clipe super divertido e cômico.

Sech convidou um time de peso para o remix de Relación, que já era um sucesso. Com Rosalia, Daddy Yankee, J Balvin e Farruko, a nova versão teve a fórmula perfeita para o sucesso.

Falando em Daddy Yankee, também em setembro o porto-riquenho fechou um contrato milionário com a Universal Music Group – talvez, o mais caro da indústria latina.

Com a volta das músicas do RBD no Spotify, o ex grupo estreou nas 29 posições das 50 mais tocadas no mundo.

Uma ressalva importante para o dia 15 de setembro, data oficial do reggaetón! Relembre as canções que marcaram gerações.

Bad Bunny, ainda fazendo história em 2020, fez um show histórico de, literalmente, parar o trânsito pelas ruas de Nova York.

Pedro Capó lançou o álbum MUNAY, material que foi finalizado durante a pandemia e fala sobre os mais diversos tipos de amor em letras que procuram expressar esperança nos tempos difícieis.

Anitta se apresentou no Jimmy Fallon pela primeira vez como artista solo. Na ocasião, a cantora arrasou ao “levar” o Pão de Açúcar para o talk show com o single Me Gusta. Pouco depois, estreou na Hot 100 da Billboard com a canção.

Selena Gomez e J Balvin foram considerados duas das pessoas mais influentes do ano pela revista TIME.

Rosalía e Bad Bunny participaram do desfile da Rihanna, disponível na Prime Video.

OUTUBRO

Karol G estreou o hit Ay, DiOs Mío! na Hot 100 e poucas semanas depois lançou o mais recente single Bichota, que também estreou na parada norte-americana de músicas mais vendidas na semana.

Lele Pons e Guaynaa levaram o hit Se Te Nota para o Jimmy Fallon. Não há muito tempo, os cantores também assumiram o romance.

Os dados sobre o consumo da música latina do primeiro e segundo trimestre de 2020 mostraram que o gênero cresceu nos EUA pelo terceiro ano consecutivo.

De acordo com um comunicado à imprensa, a live do RBD, marcada para o próximo dia 26, é a segunda mais vendida do ano – atrás somente do concerto do BTS.

NOVEMBRO

Foi no mês passado que o colombiano Maluma surpreendeu com a nova versão de Hawái com ninguém menos, ninguém mais que The Weeknd.

Dulce Maria lançou, enfim, a aguardada Lo Que Ves no Es Lo Que Soy, pronta há anos.

De surpresa, Lali lançou o álbum Libra em novembro, que veio acompanhado com o clipe e áudio de Ladrón, parceria com Cazzu.

Rauw Alejandro estreou o primeiro álbum da carreira, o Afrodísiaco. Ainda sobre álbuns, CNCO deixou as canções inéditas de lado e anunciou Déjà Vu, álbum de releituras de clássicos antigos.

Bad Bunny e Jhay Cortez estreiam Dakiti no Top 10 da Hot 100 – a primeira vez que uma música totalmente em espanhol aparece nas melhores posições do ranking.

DEZEMBRO

Com o fim do ano, as listas dos artistas que mais se destacaram no ano são publicadas, como o Google que mostrou Shakira como a artista mais buscada nos EUA. O show ao lado de JLo também foi o assunto mais comentado no Facebook na categoria de entretenimento.

A Billboard também mostrou quais foram as melhores músicas e álbuns lançados durante 2020 (na opinião da equipe) onde os latinos não ficaram de fora, claro.

CNCO também apareceu em uma das importantes listas de fim de ano. Para a Forbes, o grupo foi considerado um dos nomes/grupos de impacto abaixo dos 30 anos.

Fazendo história, por fim, Bad Bunny estreou o álbum El Último Tour del Mundo no topo da Billboard 200. É a primeira vez que um álbum inteiramente em espanhol estreia em #1.

Tini lançou o aguardado terceiro álbum da carreira neste mês. Com singles lançados desde o final de 2018, o álbum explora vários ritmos e sonoridades – do pop ao tango “urbano”, passando por baladas e reggaetón. Tini Tini Tini estreou nos primeiros lugares das plataformas digitais em vários países.

E aí, quais são as tendências do mercado latino para 2021? Que seja incrível!

New Year Christmas GIF by Gnomo
Trash Reaction GIF by Robert E Blackmon

Compartilhe com seus amigos!

error: Este conteúdo é exclusivo da Latina Brasil