Siga a LATINA

Notícias

Latin Grammy: saiba o que esperar da noite mais importante da música latina

Homenagens, performances confirmadas e até pré-cerimônia especial aos brasileiros!

Sofia Sampaio

Postado

em

Latin Grammy: saiba o que esperar da noite mais importante da música latina

A 21ª Entrega Anual do Latin Grammy acontece nesta quinta-feira (19) sob o tema “A Música nos Humaniza”, a partir das 22h (horário de Brasília). A premiação acontecerá com base em Miami (EUA), mas contará com performances e apresentações de diversas cidades do mundo. Confira como o Grammy Latino acontece neste ano e os principais destaques.

Pré-show

Antes da cerimônia principal, acontece o pré-show (este ano chamado de “Premiére”), marcado para às 19h (horário de Brasília), sob o comando de Jackie Cruz, atriz e cantora. Além dos vencedores da maioria das categorias serem revelados durante a pré-cerimônia, Gina Chavez (Melhor Álbum de Pop/Rock), Kurt (Melhor Artista Revelação), Naike Ponce (Melhor Álbum de Música Flamenca) e Daniel Santacruz (Melhor Álbum de Merengue/Bachata) apresentarão seus respectivos singles. Entre os apresentadores estarão os atuais indicados Lupita Infante (Melhor Canção Regional Mexicana) e Gaby Moreno (Melhor Álbum Vocal Pop Tradicional).

Premiére brasileira:

Mas o público brasileiro tem uma premiére própria. Às 17h (horário de Brasília), a modelo Lais Ribeiro comanda o evento com apresentações de Emicida (Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Português; Melhor Canção em Português) ao lado de Marcos Valle e da banda Melim, que apresentará Eu feat. Você, faixa presente no álbum de mesmo nome que concorre em Melhor Álbum Pop Contemporâneo em Português.

As duas premières serão transmitidas pela página oficial do Grammy Latino no Facebook.

A cerimônia principal não será transmitida por nenhum canal brasileiro, mas o público poderá acompanhar pelas redes sociais do Latin Grammy e pela cobertura da Latina Brasil.

Reggaetón no Latin Grammy?

No total, são 53 categorias que se dividem entre gêneros musicais e língua portuguesa. No ano passado, artistas se manifestaram contra a ausência de indicados do gênero urbano e reggaetón.

Neste ano, com o objetivo de não cometer o mesmo erro, a Academia do Latin Grammy criou novas categorias: Melhor Canção Pop/Rock, Melhor Interpretação de Reggaeton e Melhor Canção de Rap/Hip Hop, que receberam um grande número de inscrições. Nomes como Anuel AA, Bad Bunny, Camilo, Ozuna, Karol G e Tainy, por exemplo, aparecem em mais de uma única indicação.

Além deles, Kany García, Josh Gudwin, Colin Leonard, Jon Leone, Richi López, Alejandro Sky Ramírez, Residente, Julio Reyes Copello e Carlos Vives também foram nomeados mais de uma vez.

Destaque também para as categorias de elhor Álbum de Merengue e/ou Bachata, Melhor Álbum de Música Flamenca e Melhor Obra/Composição Clássica Contemporânea, que regressam este ano depois de cumprir o número mínimo de inscrições – o período de elegibilidade de todas as categorias foi de 1 de junho de 2019 a 31 de maio de 2020.

“A 21.a Entrega Anual do Latin GRAMMY promete ser um dos espetáculos mais inovadores do ano, com performances memoráveis e momentos especiais, que certamente encantarão nosso público”, disse Jessica Rodriguez, diretora de Marketing e presidente de Entretenimento da Univision, emissora oficial do evento.

Latinas homenageadas

Um dos momentos de destaque da cerimônia será o reconhecimento do Leading Ladies of Entertainment, que reconhecerá quatro mulheres do ramo do entretenimento pela colaboração e incentivo à comunidade latina. São elas:

  • Angela N. Martinez (advogada do ramo de entretenimento);
  • Gloria “Goyo” Martines (cantora, produtora e cofundadora do ChocQuibTown);
  • María Elena Salinas (jornalista de rádio e TV, âncora de notícias e escritora);
  • Selena Gomez (cantora, atriz, produtora de cinema e ativista social);

A nomeação à Selena Gomez para um prêmio de reconhecimento latino gerou debates nas redes sociais. Muitos discordam por não reconhecerem a artista pop como latina, apesar da família ser mexicana.

Apresentações confirmadas

Com base em Miami, a premiação do Latin Grammy contará com apresentações de diversas cidades do mundo para se aproximar da realidade de saúde pública que o mundo enfrenta. Anitta, por exemplo, apresentará o single Me Gusta com Cardi B e Myke Towers do Arco da Lapa, no Rio de Janeiro.

Além da brasileira, também se apresentam: Anuel AA, Marc Anthony, Bad Bunny, Pedro Capó, Julio Reyes Copello, Calibre 50, Alejandro Fernández, Karol G, Alex Cuba, Kany García, Karol G, Sebastián Yatra e Guayanaa, Los Tigres del Norte, Ricardo Montaner, Christian Nodal, Debi Nova, Fito Páez, Nathy Peluso, Raquel Sofía, Rauw Alejandro, J Balvin, Camilo, Lupita Infante, Juanes, Mariachi Sol de México de José Hernández, José Luis Perales, Prince Royce, Carlas Morrison e Ricky Martin, Jesús Navarro (Reik), Leslie Grace, Natalia Jimenez e Carlos Rivera.

Homenagens

A lista de apresentações é grande, mas muitos dos artistas estão confirmados para se unirem em homenagens à artistas que marcaram gerações, inclusive brasileira.

Juanes (Colômbia), por exemplo, “sobe no palco” para homenagear Roberto Carlos.

Hector Lavoe, considerado o rei da salsa, será celebrado por Rauw Alejandro (Porto Rico), Ivy Queen (Porto Rico), Ricardo Montaner (Venezuela) e Jesús Navarro, vocalista da banda Reik (México).

Natalia Jiménez (Espanha) e Carlos Rivera (México) apresentarão sucessos de Julio Iglesias, enquanto a dominicana-americana Leslie Grace se une a Prince Royce, também dominicano-americano, para homenagear Juan Luis Guerra.

A banda Mariachi Sol de México se junta à mexicana Lupita Infante para homenagear o avô da cantora, um dos cantores mais populares do México, Ángel Infante.

Categorias mais esperadas

Entre as categorias principais do Grammy Latino, a de Gravação do Ano e Álbum do Ano são algumas das mais esperadas pelo público. Na primeira, grandes hits latinos disputam a estatueta.

China, de Anuel AA, Daddy Yankee, Karol G, Ozuna e J Balvin, foi um dos grandes sucessos do ano passado e demonstra a adaptação da Academia com o gênero urbano. Rojo (J Balvin), Tutu (Camilo e pedro Capó), Vete (Bad Bunny) e Tusa (Karol G e Nicki Minaj) são outros nomeados da categoria que também ajudam a marcar o gênero urbana na premiação deste ano. Porém, Cuando Estés Aquí (Pablo Alborán), Solari Yacumenza (Bajofondo e Cuareim1080), Lo Que en Ti Veo (Kany García e Nahuel Pennisi), René (Residente) e Contigo (Alejandro Sánz) também estão indicados na categoria e com chances maiores de saírem vitoriosos. A nossa aposta (arriscada, talvez), é que o porto-riquenho Residente saia com a estatueta pela biográfica e delicada René.

Em Álbum do Ano, Bad Bunny é um forte nome com o material solo YHLQMDLG e com o álbum feito ao lado de J Balvin, Oasis. Balvin também “disputa” contra ele mesmo pelo material solo Colores, do início deste ano. Camilo faz sua estreia na premiação com Por Primera Vez, álbum considerado o primeiro da carreira. Mesa Para Dos, de Kany García, Aire (Versión Dia) de Jesse & Joy, Un cantor Por México, Vol. 1 de Natalia Lafourcade, Pausa de Ricky Martin, La Conquista del Espacio de Fito Páez e Cumbiana de Carlos Vives são os outros indicados. Acredita-se que Fito Páez ou Natalia Lafourcade leve o prêmio – mas nunca se sabe.

Veja todos os indicados aqui.

Compartilhe com seus amigos!

error: Este conteúdo é exclusivo da Latina Brasil