Siga a LATINA

Notícias

Ricky Martin: ‘quero normalizar famílias como a minha’

Cantor participou do programa da Ellen DeGeneres.

Sofia Sampaio

Postado

em

Ricky Martin: 'quero normalizar famílias como a minha'

Depois de ser capa da revista People, com uma entrevista que, entre outros assuntos, revelou o constrangimento sentido durante a entrevista dada à Barbara Walters em 2002, agora Ricky Martin foi o convidado do programa da Ellen DeGeneres, que completou 3,029 programas, o que resultou em 3,029 flores que o cantor deu de presente para a apresentadora e amiga.

Para a revista, Martin relembrou que foi instigado por Walters para acabar com os rumores sobre sua sexualidade na época, que sempre o cercavam fosse de maneira direta ou indireta. Como já explicou em outras entrevistas, o porto-riquenho tinha medo de se revelar (e até se reconhecer) gay por possivelmente acabar com a carreira. “Eu não quero falar sobre isso”, respondeu em 2002, depois de se sentir violado com a pergunta de Barbara Walters. “Não estava pronto para me assumir, tinha muito medo.”

Você também pode se interessar por:
Maite Perroni entra com processo por difamação e atentado a honra
Karol G fala sobre suposta rivalidade com Rosalía
Panas & Parceros: Mau y Ricky e Piso 21 anunciam turnê conjunta

Ricky Martin resolveu se assumir publicamente em 2012 e hoje garante que se pudesse voltar no tempo, assumiria sua sexualidade naquela entrevista. “Teria sido ótimo porque, quando me assumi, me senti muito bem. Quando o assunto é minha sexualidade, o que eu sou, eu quero falar sobre o que sou feito, tudo que sou. Porque se você se esconde, vira uma situação de vida ou morte“, compartilhou.

Foi sobre esse assunto que o artista falou, também, no programa. Não apenas um dos cantores mais queridos do mundo, Martin é também um dos pais mais afetuosos do entretenimento. Casado com Jwan Yosef, com quem tem quatro filhos, hoje ele faz questão de falar sobre a família e pessoas LGBTQ+.

No talk show, falou sobre o confinamento com o marido e quatro crianças. “Foi ótimo, caloroso e aconchegante, mas também um tanto de ansiedade, porque o lockdown pode ser intenso”, revelou. O cantor também falou sobre a postura da única filha, que “sabe” que vive com dois pais e três irmãos mais velhos, mesmo com dois anos. “Ela manda na casa”, brincou (ou não). “Ela adora Cocomelon [programa infantil], sabe? Então, eu estou cantando Cocomelon e ela fica ‘não, não papai… Não! Pare, pare, pare’. E eu fico: ‘me deixe cantar! Quero cantar!’, e ela diz: ‘não, não, não papai, não’. Ela não me deixa cantar, isso é um assunto sério!”.

Já com seus três filhos, a cantoria está liberada. Um dos motivos, provavelmente, é que pelo menos os gêmeos mais velhos já estão acostumados com a vida na estrada.

“Eles começaram a fazer turnês comigo quando tinham só quatro anos. Agora estamos de volta!”, referindo-se à turnê conjunta com Enrique Iglesias, que começa em setembro. São, até o momento, 26 shows pela América do Norte, com Sebastián Yatra como convidado especial de cidades selecionadas.

Compartilhe com seus amigos!