Siga a LATINA

Notícias

Rosalía fala sobre falta de créditos em parcerias e não ser latina

Foto: Billboard.

Sofia Sampaio

Postado

em

Rosalía fala sobre a falta de créditos em parcerias e não ser latina

A Latin Music Week da Billboard começou nessa terça-feira (20) e acaba amanhã (23), marcada com grandes conversas de artistas e nomes da indústria latina. Nessa quinta-feira (22), Leila Cobo, da Billboard, conduziu a conversa com Pharrell Williams e Rosalía.

Os artistas falaram sobre a transcendência da cultura latina globalmente e, claro, sobre a nova música que estão trabalhando. “É um prazer trabalhar com ela porque ela sabe o que quer, o que aquilo significa para ela”, disse Pharrell Williams. “Tudo precisa fazer sentido pra ela e ela quer ter certeza que sempre tenha comunicação”. Rosalía agradeceu e falou sobre trabalhar com um dos maiores produtores da música. “A gente tem feito algumas canções juntos… Algumas são novas e sim, tem sido incrível”.

Falta de oportunidade às mulheres

Em dado momento, a conversa conduzida por Leila Cobo teve foco sobre as desvantagens de ser uma mulher latina em um “mundo” predominantemente masculino. “Agora é uma oportunidade incrível para a cultura latina enaltecer a [mulher] latina”, disse Pharell. “Essa é a chave”, completou Rosalía. “Dar oportunidades e luz a elas. É difícil quando se é uma mulher e o crescimento é mais difícil para nós. Homens não precisam provar que são bons, enquanto mulheres estão sempre brigando para provar, quando isso já deveria estar bem claro para todos”.

A espanhola ainda deu um exemplo hipotético, mas há quem acredite que a cantora tenha falado sobre algo específico.”Por exemplo, uma mulher é convidada para um remix com vários amigos e é prometido que ela será a artista principal e terá um tempo maior na canção“, exemplifica. “Mas há, nesse remix, muitos artistas que tem ótimos números e por conta do algoritmo, é mais interessante que eles apareçam como artista principal e ela como participação. Isso vai fazer com que eles tenham todos os créditos e benefícios desse remix e ela não… Há uma bola onde essa mulher vai ter mais dificuldade de ter determinados números que esses homens podem ter”.

Música latina, latino americanos e o espanhol

A conversa também explorou um dos debates mais atuais que circula o nome da cantora: é latina ou não? “Seria legal achar mais clareza nas terminologias quando as pessoas dizem artista latino ou artista não latino. Sinto como se houvesse um debate recorrente que está na mesa e seria bom achar uma clareza nesse senso comum”, contou. “Eu sou de Barcelona e a música que eu faço vem do flamenco e é em espanhol, mas eu também estudo muita música que vem da América Latina, feita em espanhol… Claro que também ouço música dos EUA, em inglês, mas muito mais em espanhol. Então a música que eu faço, muitas vezes me englobam como artista latina, porque espanhol vem do latim, mas não sei… Não é o mesmo que ser latino americana“, pontua. “Eu vejo que muitas vezes isso é questionado sobre mim, mas não questionam sobre os homens. Esse debate caiu em mim e ok, mas olha, pode cair em outras pessoas porque há um debate acontecendo e é importante ter conhecimento e falar sobre isso”.

Leila Cobo também esclareceu algumas coisas, já que a Billboard Latin reconheceu ontem (21), Enrique Iglesias, espanhol, como o Maior Artista Latino de todos os tempos. “Para a Billboard, música latina é feita em espanhol. Você é espanhola, não é latino americana, mas chamamos sua música de latina porque é feita em espanhol. E sim, o debate sobre artistas espanhóis fazerem música latina, eu nunca ouvi sobre, comecei só agora a ouvir sobre as mulheres”.

“Há essa conversa, há uma forma de fazer, não sei… Diferente”, completa Rosalía. “Somos latinos? Isso inclui muita coisa. Podemos falar do idioma ou da cultura… Então não é a mesma coisa. E quando nós falamos “artista latino”, talvez isso não represente algo da melhor forma, não sei”.

Compartilhe com seus amigos!

error: Este conteúdo é exclusivo da Latina Brasil