Siga a LATINA

Notícias

Selena Gomez fala sobre lado latino, preconceito e saúde mental

Capa da revista Allure, Selena Gomez falou sobre pontos cruciais da vida.

Sofia Sampaio

Postado

em

Selena Gomez relembra infância de preconceito com família mexicana [FOTO: ALLURE]

Selena Gomez é capa da revista Allure, onde aparece em fotos cheias de elementos latinos e aparente inspiração em Frida Kahlo e Selena Quintanilla.

Você também pode se interessar:
Danna Paola anuncia nova música ‘Me, Myself’ com Mika
Billboard Latin Music Awards revela primeiras performances
iHeart Music Awards: Ozuna, Rosalía e Nodal são alguns dos vencedores

Na entrevista, a artista falou sobre o mais recente empreendimento na carreira: Rare Beauty, que aliás, foi usada para a sessão de fotos. “Eu sempre quis o nome Rare. É uma palavra que se identifica com minha marca e com quem quero ser”, disse.

De acordo com a jornalista, Selena foi exatamente assim, “múltipla” durante a entrevista. Sarcástica quando o assunto foi se um dia voltaria a se apresentar, sincera sobre imigração e desigualdade racial, por exemplo. Além disso, a destaca como “uma das primeiras artistas latinas a ser protagonista em um programa da Disney Channel e uma produtora executiva controversa”.

Ver essa foto no Instagram

Pop star, actor, producer, and now beauty entrepreneur @SelenaGomez is the cover star on our October #AllureBestofBeauty issue! 🌟 The @RareBeauty founder chats with contributing editor @jess_chia about her stellar journey: First, as one of the first Latinx actors to anchor a Disney Channel show, then as a pop star with three chart-topping albums, and now, her latest endeavor as the founder of her very own beauty brand. When asked how she settled on the name, Selena says, “I had always wanted the name Rare. [The word] has become the identity of my brand and who I want to be, which is showing people that being diverse and different, whatever was happening, I wanted it to feel like you were included.” Hits newsstands 09/22. #Linkinbio our full cover interview with Selena. — Photography by @micaiahcarter Styling by @ariannephillips Hair by @marissa.marino Makeup by #selenagomez with direction from @hungvanngo Nails by @tombachik Production by @ctdinc

Uma publicação compartilhada por Allure Magazine (@allure) em

Nascida no Texas, EUA, Selena Gomez é filha de Mandy Teefey e Ricardo Joel Gomez, descendente de mexicanos. “Minha mãe fazia bastante teatro e eu era fascinada por ela. Eu era filha única e muito, muito dramática – o que continuo sendo atualmente”, conta.

Saúde mental também foi tema da entrevista, uma vez que Selena Gomez se descobriu bipolar há pouco tempo. “Eu sempre tive tantas emoções diferentes e eu não sabia como controlar. Era complicado. Mas acho que estou feliz de entender isso”, explica. “Assim que descobri melhor quem era, fiquei orgulhosa. Me senti confortável de saber que não estava sozinha e que eu ia passar por isso”.

Ver essa foto no Instagram

She may be one of the most followed social media figures in the world (almost 360M followers across platforms and counting), but @SelenaGomez limits her media intake in an effort to create a healthier headspace for herself. She doesn’t read the comments, doesn’t post on TikTok (though Selena’s team sporadically does for her), and she definitely doesn’t google herself. “I honestly can’t. I’m strong in a lot of ways, but I think I just have way too much of a sensitive heart,” Selena explains. #linkinbio for more of the October #AllureBestofBeauty cover story. In newsstands 09/22. — Photography by @micaiahcarter Styling by @ariannephillips Hair by @marissa.marino Makeup by #selenagomez with direction from @hungvanngo Nails by @tombachik Production by @ctdinc Story by @jess_chia

Uma publicação compartilhada por Allure Magazine (@allure) em

Questionada sobre o lado latino, a artista contou experiências de discriminação que viu seu pai sofrer quando ela era criança. “Foi no Texas. Eles usaram um termo degradante para se referir ao meu pai e eu só lembro dele ficar, tipo ‘não fale nada, não faça nada'”, relembra. Esse foi um dos motivos da produção que assinou com o documentário Living Undocumented, que fala sobre famílias que sofrem com as leis de imigração.

“Isso tudo me deixou brava. Eu sabia que estava ligada a isso de várias maneiras. Muitos da minha família eram imigrantes e criaram suas vidas aqui (…). Tenho orgulho desse lado. Mas ver o que acontece com essas famílias, eu fiquei sem esperança – completamente enjoada e frustrada – e queria fazer algo que fizesse as pessoas se sentirem desconfortáveis, que forçaria as pessoas a assistir uma coisa que talvez seja algo que eles não querem ver ou entender”, contou.

Confira a reportagem completa e as fotos disponibilizadas aqui [em inglês].

Compartilhe com seus amigos!

error: Este conteúdo é exclusivo da Latina Brasil