Siga a LATINA

Notícias

Sky Rojo, com Lali, é oficialmente anunciada para 2021

Confira as primeiras imagens!

Sofia Sampaio

Postado

em

Sky Rojo, com Lali, é oficialmente anunciada para 2021

Enquanto aguardamos uma notícia sobre o novo álbum de Lali, chegam novidades que também esperavámos há algum tempo. Desde novembro do ano passado, o público aguarda ansiosamente para ver o resultado de Sky Rojo, série original da Netflix.

As gravações da nova produção espanhola, assinada por Álex Pina, criador de La Casa de Papel, foram interrompidas no começo deste ano por conta da pandemia. A argentina Lali precisou se isolar, assim como o resto do mundo, e pausar toda agenda de compromissos.

Você também pode curtir:
Pablo Alborán mostra tracklist de ‘Vértigo’, novo álbum
Myke Towers, Natti Natasha e Anuel se juntam em ‘Diosa’
Latin Grammy 2020: Anuel, Yatra e Guaynaa são alguns novos confirmados

Há poucos meses, as atividades da produção voltaram ao normal com a Netflix garantindo todas as medidas de segurança exigidas pela Organização Mundial da Saúde. Portanto, sem tantos atrasos, Sky Rojo chega nos primeiros meses de 2021.

A história acompanha Coral (Veronica Sanchez), Wendy (Lali) e Gina (Yany Prado), três prostitutas (espanhola, argentina e cubana, respectivamente) que conseguem escapar dos cuidados de Moisés (Miguel Ángel Silvestre), cafetão. Então, uma verdadeira caça e fuga começa e as três mulheres lutam para sobreviver, sem poder denunciá-lo à polícia. Serão oito episódios de 25 minutos cada, com uma segunda temporada já confirmada.

“É uma coisa super dark e doida. Nesse sentido, nos preparam muito. Nós lemos muito, nos deram muita informação da produção para encarnar cada personagem”, explicou a argentina.

“É a história de uma caçada, de três mulheres fugindo do cafetão que as extorquia. Adrenalina em um gênero de perseguição constante, onde seis personagens carismáticos atuam de maneira incrível. Abaixo deles, mostramos a impunidade, ambiguidade e realidade brutal da prostituição, além dos retratos psicológicos daqueles dos dois lados”, disse Álex Pina. “É um cavalo de Tróia que expõe o hedonismo, a estética e ação, mas onde residem as profundezas obscuras e os dilemas que farão oscilar o espectador nessa mesma ambiguidade moral”.

Compartilhe com seus amigos!

error: Este conteúdo é exclusivo da Latina Brasil