Siga a LATINA

Notícias

Tini fala do término com Yatra: ‘a solidão é uma boa amiga’

Cantora falou sobre o “novo período” de sua vida, já que sempre teve relações longas.

Sofia Sampaio

Postado

em

Tini fala sobre término com Yatra e sobre estar solteira: 'a solidão é uma boa amiga'

Tini e Sebastián Yatra formavam um dos casais mais queridos (e famosos) do entretenimento latino. Mesmo antes de assumirem a relação, os fãs já torciam para que ficassem juntos em algum momento. Esse momento chegou e acabou. Agora, os artistas tem falado mais sobre a situação e mostram que ela não é cheia de polêmicas como tantas pessoas acreditam.

Você também pode gostar:
Aitana anuncia parceria inédita com Morat
Lali e Danna Paola indicam colaboração para breve
Karol G, J Balvin e mais: PJ anuncia novos nomes de performances

A relação durou pouco menos de um ano e entre rumores, boatos e quatro mil km de distância (Colômbia e Argentina), ambos artistas tem falado publicamente sobre o término, que foi anunciado sem muitos detalhes com uma mensagem “genérica” nas redes de cada um deles. Talvez, uma das razões para que Yatra e Tini tenham decidido falar abertamente seja a quantidade de teorias e rivalidades que tem surgido na internet envolvendo nomes de terceiros e possíveis desentendimentos entre eles.

No mês passado, Sebastián Yatra falou pela primeira vez sobre o término, durante uma entrevista para o programa El Break de las 7. “É claro que nos seguimos amando muito e eu sempre vou querer o melhor para ela, sempre vamos nos respeitas, vamos partilhar de um grande carinho”.

Pouco tempo depois, enquanto divulgava o single Ella Dice (parceria com Khea), a argentina também contou sobre a separação que se deu de maneira amigável e que ela estava bem. Agora, para a revista Gente da Argentina, a cantora falou um pouco mais. A verdade é que a distância já era uma realidade para os dois antes mesmo da pandemia. Por conta da agenda de shows e compromissos, eles já não se viam há um tempo. A ideia era aproveitar a gravação da série que fariam juntos para se reconectarem, mas aí todo o mundo precisou se isolar.

“A quarentena nos atrapalhou, ele em Colombia e eu aqui [Argentina]. E a distância não ajuda, tínhamos a necessidade de conversar pessoalmente. Adoraríamos que tivesse sido assim, mas não tivemos a chance. Consideramos que o melhor nesse caso seria terminar. E entender que, talvez, esse era o tempo para ficarmos com nossa família”, contou.

Tini não mencionou o nome de ninguém, mas deixou claro que a decisão do término se deu por motivos entre o casal e não pelo envolvimento ou qualquer coisa do tipo de uma terceira pessoa. “Precisar sair falando desse assunto não foi confortável, por isso decidimos fazer juntos nas nossas próprias redes, porque acreditamos que era o melhor para cuidar dessa relação. A versão real e oficial saiu das nossas bocas. Nossa separação, que foi um processo muito íntimo, jamais teve a ver com ninguém mais além de nós mesmos”.

“Foi uma história de amor incrível, uma história que compartilhamos de maneira muito passional. Talvez não tenha sido por muito tempo, mas foi intenso. Vivemos coisas muito legais juntos: conquistas profissionais e pessoais e eu guardo isso de uma maneira bem bonita”.

“Hoje os planos e a vida de nós dois já não são parecidos. Então tomamos a decisão de cada um seguir seu caminho, porque é o melhor para os dois. Sabemos que, com um casal, a decisão de terminar não é de um dia para o outro. Uma crise sempre tem o tempo de amadurecer. Já vínhamos falando sobre nossos sentimentos, sobre o que estava acontecendo”.

Por fim, Tini contou se este também é um bom momento para “descansar” do amor. “Eu sempre estou aberta para me apaixonar, é algo que falamos desde que sou muito pequena. Sempre tive relações longas, mas também agora sinto que estou bem. Gosto de ter um tempo para mim. A solidão é uma boa amiga, sonhadora e inspiradora. Nesse aspecto, eu também cresci”, conta. “Hoje eu estou muito bem solteira. E nesse momento de minha vida eu vejo isso como algo positivo. O amor sempre chega de maneira silenciosa e eu espero por ele. Mas quando chegar, não tenho que pensar demais sobre isso, não tenho que parar ou conduzi-lo. Se acontece, acontece. Eu gosto de deixar o sentimento fluir”.

Compartilhe com seus amigos!

Trending

error: Este conteúdo é exclusivo da Latina Brasil