Ouça a Latina Brasil! Estamos ao vivo 24h por dia.

Shakira é a capa da revista Cosmopolitan de novembro. A cantora colombiana aparece deslumbrante nas fotos da publicação, clicadas por Ellen Von Unwerth. Em entrevista para a publicação, ela relembrou momentos marcantes da carreira, relembrou como costumava pensar quando começou e falou sobre seu novos hobbies.

Fenômeno do mercado latino, ela revelou que se considerava muito ambiciosa quando começou a dar os primeiros passos na música. “Demorou muito para ser notada. Eu queria atingir o maior público possível. Eu era tão ambiciosa. Eu me sinto um pouco envergonhada de dizer isso em voz alta. Desde cedo, eu realmente queria o mundo. Eu queria compartilhar minha música com o maior número de pessoas possível. Eu queria que todos me ouvissem“, disse a artista ao ser questionada sobre cantar em inglês.

Shakira na cosmopolitan
Foto: @shakira Instagram

Shakira foi questionada sobre o movimento “Black Lives Matter” e a cantora detalhou momentos de preconceito quando conquistou o mercado norte-americano. “Fui considerada o segundo melhor produto de exportação da Colômbia. Eu acho que eles estavam se referindo à cocaína como o primeiro. Eu fiquei tipo, por que os jornalistas estão me perguntando sobre o tráfico de drogas? Meu país é muito mais do que isso“, disse a intérprete de “Don’t Wait Up” .

Sobre o movimento social que luta contra a violência direcionada as pessoas negras, Shakira declarou:

“Eu me sinto realmente tocado por tudo o que está acontecendo com Black Lives Matter e orgulhoso dos jovens de hoje – como eles não estão dispostos a aceitar a merda. Essa é uma das vantagens da tecnologia. As pessoas podem realmente falar e ser ouvidas. Às vezes me pergunto o que aconteceria se um meio de comunicação dissesse coisas semelhantes sobre mim hoje. Naquela época, os porteiros podiam se safar com coisas assim”.

Super Bowl de Shakira e polêmicas

Shakira e Jlo protagonizaram um dos mais aclamados shows do intervalo do Super Bowl – partida final do campeonato da NFL (Liga de Futebol Americano) – em 2019. Apesar do sucesso, um momento de tensão envolvia a polêmica da Liga com o atleta Colin Kaepernick, que foi impedido de jogar após liderar protesto contra a violência policial nos Estados Unidos. Artistas como Rihanna e Cardi B chegaram a declarar que não se apresentariam no evento como forma de boicotar a NFL. Questionada, Shakira explicou porque decidiu se apresentar no evento:

“J.Lo, como uma latina nascida nos Estados Unidos, e eu, como uma mulher latino-americana nos Estados Unidos, tínhamos uma grande responsabilidade e oportunidade de representar todas as diferentes minorias por meio de nossa atuação. No meu caso, também queria homenagear minha cultura do Oriente Médio. Eu sinto que fizemos isso. Não foi um show fácil de montar. Houve muito trabalho por trás disso, muito estresse. Mas foi um dos destaques da minha carreira. Eu realmente achei que era uma ótima oportunidade para fazer uma declaração forte sobre como a comunidade latina é uma parte importante do tecido americano. Uma oportunidade que não podíamos perder”, declarou a cantora.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *